Governo brasileiro cria uma rede social para se comunicar com os cidadãos

Selection_273Desde que Snowden divulgou documentos que demonstram que os Estados Unidos tem um controle muito maior do que esperávamos, dos dados que divulgamos na rede, vários governos de todo o mundo pediram explicações preocupados com a privacidade de seus cidadãos.

No caso do Brasil essa atitude foi demostrada nas últimas semanas, com ações do tipo agilizar um projeto de lei que ajude a determinar o que se pode e o que não se pode fazer na web, estabelecer normas e ajudar na implantação de centros de dados dentro do país (para que os dados dos brasileiros não sejam guardados em servidores de fora) e outros movimentos voltados a preservar a segurança da informação.

Como podemos ver, o governo brasileiro respeita enormemente o poder da rede, tenta usá-la sempre que é possível (embora nem sempre com a velocidade adequada), e agora demonstram com o lançamento de uma rede social para jovens brasileiros em www.participatorio.juventude.gov.br, um projeto no qual, pese o nome, podem participar pessoas de qualquer idade.

A rede foi desenvolvida pela Secretaria Nacional da Juventude em associação com universidades federais, seu objetivo é facilitar a divulgação de opiniões, críticas e sugestões, criando um canal direto entre a população e o governo federal.

A ideia chega poucas semanas depois que os brasileiros foram às ruas pedindo um “país padrão FIFA“, educação, saúde e transporte de primeiro mundo. Aparentemente necessitam ampliar o canal entre cidadãos e governantes, e uma rede social pode ser uma boa ideia. O governo brasileiro informa que se trata de uma coincidência, já que o projeto está mais de um ano em construção, não sendo uma resposta a estas manifestações.

A plataforma, construída com ferramentas opensource, permite que os usuários tenham um perfil, possam subir e baixar arquivos multimídia, participar de chat, fóruns e debates, permitindo a identificação via registro tradicional, Facebook ou Twitter.

Segundo comentam no g1, esta rede ainda está em fase beta, a definitiva será lançada oficialmente pela própria presidente do país quando acabar a fase de testes.