99Designs chega ao Brasil, para designers e para quem procura trabalhos de desenho gráfico

site

O 99Designs, que já é uma referência em prestar serviços de design, está lançando hoje, terça-feira (27), seu site em português, segundo Matt Mickiewicz, um dos fundadores do serviço.

Esse já é o quinto escritório da 99Designs espalhados pelo mundo inteiro, tendo apenas cinco anos de vida, e já tendo remunerado designers de 190 países em US$ 60 milhões. Composta por 245 mil designers, a rede já atendeu 220 mil clientes.

A startup australiana adquiriu a brasileira LogoChef para que sua entrada ficasse mais fácil já que é uma empresa com modelo de negócio bem parecido. A operação doméstica já nasce com 5 mil designers: 2,5 mil da rede da LogoChef mais os 3 mil que já possuía.

Com 99Designs, as empresas escolhem os designers para criar seus logotipos, estampas de camisetas, capas de livros, banners e quaisquer outros tipos de composição gráfica, mas o diferencial é que a seleção do profissional acaba se transformando em uma grande competição.

Como funciona? A empresa insere um determinado projeto no site, descreve qual é seu campo de atuação, o tipo de trabalho desejado e os objetivos com a peça criada, então, depois disso começará a receber propostas de designers. Durante quatro dias, a companhia avalia os trabalhos apresentados com estrelas e faz comentários. Como todas as análises são abertas, todos os participantes podem melhorar seus próprios trabalhos baseados na resposta dada a outros profissionais.

No fim dessa etapa, a empresa escolhe até seis projetos para uma segunda fase que dura até três dias. Ao final, elege uma campeã, e pronto.

Quanto aos valores, depende do nível de experiência requerido, o concurso é enquadrado em uma de quatro categorias: bronze, prata, ouro e platinum, o valor mínimo a ser pago na categoria bronze, mais básica, é de R$ 500, a partir daí os valores começam a subir.

Porém, há outras formas de encomendar trabalhos pela 99Design: comprar logotipos prontos ou contratar diretamente um designer –40% dos projetos que começam como concurso continuam dessa forma. Há também a possibilidade de encomendar só pequenos reparos gráficos, que custam US$ 15. Como se tratam de ajustes simples, a modalidade não necessita de concurso e a demanda é executada pelo primeiro profissional que aceitar a tarefa.