Amazon lança um portal para compra e venda de obras de arte

amazon

Amazon volta a ser notícia. Se ontem seu fundador anunciava a compra de The Washington Post por 250 milhões de dólares, hoje anuncia o lançamento de Amazon Art (amazon.com/art), o resultado da associação com mais de 150 galerias que mostrarão suas pinturas no gigante do comércio eletrônico.

No momento só falamos de pinturas, desenhos e fotografias, classificadas por tamanhos, preços e temas, com mais de 40.000 peças de artistas de todo o país (se concentraram nos Estados Unidos, nesta primeira versão).

Competindo desta forma com o famoso Artsy, que já comentamos em seu lançamento, Amazon já mostra o trabalho de mais de 4.500 artistas. Os novos profissionais interessados em formar parte deste diretório podem entrar em contato com Amazon via go.amazonservices.com/fineart.contactus.htmlpara negociar os detalhes da associação (no momento é necessário fazer o contato desde uma galeria, não aceitam artistas individuais).

Comentam na nota de imprensa que se incluem obras de arte únicas, incluindo fotografias de Clifford Ross, obras de Andy Warhol que chegam aos 45.000 dólares ou trabalhos de Claude Monet, como “L’Enfant a la tasse, portrait de Jean Monet” por 1.450.000 dólares.

Certamente, podemos encontrar maravilhas muito mais acessíveis, embora o objetivo seja poder ampliar todas as categorias, inclusive as que chegam aos 5 milhões de dólares por peça.