5 pontos importantes sobre a venda da Motorola

lenovo

Google vendeu a Motorola por 2.9 bilhões de dólares, uma notícia que surpreendeu muito a todos que achavam que a Motorola tivesse dando a volta por cima, ao criar maravilhas como moto g ou moto X.

Quando Google comprou a Motorola em 2012, por 12.5 bilhões de dólares, ficou claro que um dos objetivos principais eram suas patentes. Google não tem fábricas enormes de produção de dispositivos móveis, por isso sempre depende de terceiros para fabricar seus dispositivos. A venda a Lenovo pode não ser um movimento tão estrando…

Vejamos 5 pontos chave da operação:

– Lenovo pode posicionar-se como o terceiro maior fabricante de dispositivos móveis do mundo depois desta compra, superando a Huawei e LG e ficando só atrás da Samsung e Apple (via TNW).
– Google ficará com as patentes. Se somarmos isso a associação com a Samsung para compartilhar suas patentes durante 10 anos, parece que Google estará muito tranquilo na hora de inovar durante muito tempo.
– Google afirma que a operação beneficiará os usuários de Android, já que eles se encarregarão de se concentrar no software (android) enquanto que Lenovo se esforçará para fazer o melhor hardware, sem misturar. (Via blog do google)
– A operação ainda tem que ser aprovada pelas instituições da china e dos Estados Unidos correspondentes, por isso que a compra ainda não foi realizada em 100%. (via blog da motorola).
– Lenovo compra também 2000 patentes, assim como os direitos da marca, sempre focando em entrar no mercado europeu e americano (tanto América do norte como América latina). (Via Nota de imprensa de investidores do Google).

Há pouco tempo comentamos que Lenovo comprou o negócio de servidores de IBM, em 2005 já se firmou no segmento de PCs dessa companhia, agora compra Motorola… parece que seguiremos tendo esta empresa presente durante muito tempo em nosso dia a dia.