Inbox, pretende ser a plataforma de e-mail da próxima geração

Inbox

O e-mail é o serviço mais antigo da Internet, e apesar das tentativas de desbancá-lo como sistema de comunicação, a verdade é que ele continua sendo o mais usado atualmente, apesar das poucas inovações recebidas durante mais de trinta anos. Com a intenção de trocar os formatos e protocolos mais antigos por um sistema aberto que favoreça novas possibilidades, desde as mais simples até as mais complexas, acaba de ser lançado o Inbox (inboxapp.com), o qual oferece aos desenvolvedores um conjunto de ferramentas para ser convertido em um novo padrão de e-mail, oferecendo sua infra-estrutura como pacote de código aberto.

Entre as ferramentas se encontra seu motor de sincronização, cujo código está disponível em GitHub de forma gratuita, o qual é compatível com os serviços de GMail e Yahoo Mail, embora em breve também deverá ser compatível com o resto dos provedores de e-mail IMAP. Os usuários empresariais da Microsoft Exchange podem solicitar acesso ao programa de desenvolvedores de Inbox, o qual dispõe de suporte para ActiveSync e atualmente se encontra em fase beta privada. Com a API de Inbox, os desenvolvedores podem acessar os pontos finais REST para recuperar, editar e enviar mensagens de e-mail, assim como a possibilidade de desenvolver seus próprios filtros, ter acesso aos arquivos em anexo, e outras funções, sem precisar enviar os dados de e-mail a um terceiro.

Com estas e outras ferramentas, os desenvolvedores não terão a necessidade de acessar todas as características oferecidas, se apenas querem incorporar em seus aplicativos funções específicas. Isso não quer dizer que através dessas ferramentas não possam construir novos aplicativos completos de e-mail de nova geração.

Inbox foi criado por Michael Grinich, atual designer de Nest, assim como Christine Spang, engenheira do kernel de Linux em Ksplice, incluindo em sua equipe pessoas do MIT, como informaram em TechCrunch.