Entrevista a Steven Vachani, fundador de Power.com

Aqui deixo a entrevista que fiz a Steven Vachani, fundador de Power.com, faz poucos dias.

Em 30 minutos de agradável conversa perguntei algumas coisas relacionadas ao modelo de negócio desta aplicação que integra de forma excelente as informações de diferentes redes sociais do mundo todo.

Recomendo ler o artigo que escrevi sobre Power.com antes de ler a entrevista.

Quando e como nasceu Power.com?

A companhia tem dois anos, quando começamos a trabalhar no projeto e construimos a plataforma tecnológica que nos permitiria criar qualquer rede e conectar uma web com qualquer outra web. Antes da idéia de criar Power.com decidimos criar a plataforma para que os sites possam falar uns com outros, acessar a outras informações. Depois de criar a plataforma apenas faltava criar o site que demostrara seu potencial… e nasceu Power.com.

Faz aproximadamente dois anos meus companheiros e eu começamos a procurar diferentes sites web que incluíam distintas aplicações e pensamos que seria muito bom poder criar uma plataforma aberta para os usuários que tivesse distintas aplicações num mesmo lugar. Tinha duas formas de fazer isso, uma era falar com cada web para que usem um API que possa ser usado para a programação, muito complicado, já que cada site tem sua forma de trabalhar. Desta forma decidimos criar uma forma de poder criar aplicações destinadas à comunicação entre sites, sem nos preocupar de trabalhar com cada web por separado. Esse era o nosso objetivo, misturar mensageiria instantânea, correio eletrônico, etc.

Que esperam para 2009, quais são os seus objetivos?

Tudo está evoluindo muito rápido: temos adicionado as contas de MySpace, Facebook e Hi5 e, logicamente, a do MSN no nosso sistema. em janeiro teremos a conta do twitter e em fevereiro Hotmail y Yahoo. Nosso objetivo é melhorar o site integrando as aplicações mais utilizadas pelas pessoas, com email e programas de bate-papo. Nos próximos 3 ou 4 meses completaremos a integração destas webs fazendo que o sistema seja cada vez mais útil. Sobre números… acreditamos que no final de 2009 teremos 30.000.000 de usuários.

Onde está a base da companhia?

A base está no Brasil e este mês abriremos outra em India e Estados Unidos. A central está no Rio de Janeiro.

Teremos um API para que os programadores possam criar aplicações usando Power.com?

Sim, uma das coisas que estamos fazendo é trabalhar na plataforma aberta. Dentro de Power.com temos distintas aplicações de redes sociais que, depois de instaladas, funcionam em Hi5, MSN Messenger, Facebook, etc. ao mesmo tempo, para que exista sincronização entre os sites. Os programadores poderão criar milhares de aplicações diferentes para que esta sincronização seja aproveitada ao máximo.

Estão pensando em alguma funcionalidade do sistema que não seja gratuita no futuro?

Os usuários não terão que pagar nunca, mas estamos criando componentes para webmasters que permitirão integrar nossas aplicações nas suas web, não necessáriamente dentro de Power.com. Por exemplo, o webmaster que compre os nossos componentes poderá integrar myspace ou msn no se site.

Tem muitas diferenças entre usuários brasileiros, índios e americanos?

Sim, na verdade tem muitas diferenças. Os Brasileiros apenas usam o Orkut, nos Estados Unidos é muito mais variado, dividindo o público entre FaceBook e MySpace, etc.. A gente trabalha numa necessidade Global, já que todo o mundo pode precisar sincronizar os dados de seus amigos numa única rede social.

Alguns leitores do Wwwhatsnew.com comentaram que o Power.com será vendida em breve…

Bom, não é nosso objetivo. Queremos nos concentrar numa plataforma que mude a experiência na Internet. Acreditamos que é uma boa oportunidade e entendemos que toda companhia deve afrontar seus desafios. Temos bons investidores e parceiros e não é nossa intenção vender a companhia. nossa idéia pe construir a primeira tecnologia global na Internet e, para isso, temos que juntar a melhor equipe com os melhores recursos financeiros.

Como tranqüilizaria aos usuários preocupados com a segurança dos dados?

Bom, acreditamos que se as pessoas se animam a obter dados de difernetes sites a primeira coisa que tem que pensar é o motivo. dar uma informação clara dos motivos pelos quais solicita a senha é fundamental. Em caso de alguma dúvida mais específica sempre podem entrar em contato conosco.

Quase todos os usuários se perguntam se é útil, se os amigos usam e se é seguro. Obviamente a imagem dos nossos investidores responde o terceiro ponto, são os mesmos que investem no Hotmail.

One Comment