Sublime Text, o editor de código, apresenta nova versão

sshot

Os programadores já têm em sublimetext.com a versão 3.0 deste famoso editor de código.

Chega com uma nova interface de usuário, novas combinações de cores e um novo ícone, assim como, melhorias na sintaxis, suporte de entrada tátil no Windows, suporte de barra tátil em macOS e repositórios apt/yum/pacman para Linux.

Leia também: COLLABEDIT, UM EDITOR DE CÓDIGO ONLINE PARA COLABORAR COM OUTROS USUÁRIOS EM TEMPO REAL

O editor permite realizar várias mudanças ao mesmo tempo. As seleções múltiplas permitem trocar muitas linhas ao mesmo tempo, renomear variáveis com facilidade e manipular arquivos de forma rápida, porém, o maior destaque de SublimeText é seu Goto Anything, para abrir arquivos com apenas alguns cliques, pulando imediatamente para símbolos, linhas ou palavras.

É possível personalizar praticamente tudo: menus, fragmentos, macros, complementos e muito mais, tudo com arquivos JSON simples. Este sistema oferece flexibilidade, já que podem ser especificadas configurações por tipo de arquivo e por projeto.

Permite, também, aproveitar o monitor de tela larga com suporte de edição dividida. Editamos, assim, arquivos lado a lado, ou duas partes de um mesmo arquivo em diferentes regiões. Podemos editar com tantas filas e colunas desejarmos, sendo, também, ideal para usar vários editores de forma simultânea.

Leia também: AIRSTORY, UM NOVO TIPO DE EDITOR DE TEXTOS ONLINE

Não é um editor gratuito, porém, sua licença, de 80 dólares, permite que seja usado em vários computadores, inclusive, de diferentes sistemas operacionais.