byte, a ressurreição de Vine, começa a dar sinais de vida

byte
Faz um bom tempo que o Twitter encerrou o aplicativo Vine, aquela app em que podíamos criar e compartilhar vídeos curtos, porém, seu criador, Dom Hoffman, prometeu uma segunda oportunidade com Byte.

Leia também: GIPHY, O SERVIÇO DE GIFS, ANUNCIA FERRAMENTA PARA IMPORTAR OS VÍDEOS DE VINE

Agora, começou a enviar convites, entregando os primeiros 100, para que os usuários possam gravar ou enviar vídeos curtos e verticais em loop, sem perder a essência do que Vine era.

Com uma atraente aleatoriedade nos vídeos (não há ordem cronológica), terá que competir com o onipresente TikTok, e para isso é preciso focar em outro público, não só em adolescentes que podem estar mais focados em sincronizar os lábios com a música. Byte pode ser o que muitos criadores de conteúdo estavam esperando para mostrar o que pode ser feito em alguns segundos.

No momento, Hoffman planeja continuar executando testes beta, adicionando e subtraindo funções para um punhado de usuários que têm acesso à plataforma. A versão atual só permite gravações de câmera sem uploads e apenas um feed com curtidas e comentários, embora eles já estejam trabalhando na função de upload de conteúdo do carretel.

Leia também:A NOVA VERSÃO DE VINE GANHA O NOME DE BYTE

Comentam em TC que Hoffman está ciente da ascensão épica do TikTok, que tem mais de 500 milhões de usuários ativos, de modo que se espera que uma boa ideia para fazer-lhe frente. Até agora, nenhuma data de lançamento foi divulgada.