Python ainda é a linguagem de programação mais “desejada”


O ranking anual do IEEE Spectrum na maioria das linguagens de programação populares continua tendo o Python como líder. Ele está nessa posição desde 2017, quando C ++ e Java estavam a uma curta distância. 

É o sexto ranking anual do IEEE Spectrum, e a linguagem R, especializada em computação estatística, já alcançou o quinto lugar.

Leia também: HACKR, TUTORIAIS PARA APRENDER A PROGRAMAR EM HTML 5, JAVASCRIPT, JAVA, PYTHON, RUBY…

Estamos falando de uma revista para engenheiros; portanto, quando falamos de popularidade, estamos falando do setor de engenharia, não de programação na Web ou desenvolvimento de aplicativos. O IEEE é a maior organização de engenharia e ciência aplicada do mundo, e o Python é classificado em primeiro lugar por causa do grande número de bibliotecas especializadas que possui, especialmente para desenvolvedores que criam aplicativos de inteligência artificial.

Quem trabalha com Python conhece a biblioteca Keras, pois fornece uma interface para o TensorFlow, desenvolvida pelo Google e pela Microsoft Cognitive Toolkit (CNTK), além da biblioteca Theano de aprendizado profundo. É o idioma preferido para quem também programa computadores pequenos e baratos, como o Raspberry Pi.

Comentam EM zdnet que o ranking é baseado em 11 métricas de oito fontes, incluindo CareerBuilder, Google, GitHub, Hacker News, IEEE, Reddit, Stack Overflow e Twitter.

Se expandirmos o setor e deixarmos o mundo da engenharia, poderemos ir para o ranking Tiobe, que possui seu próprio índice de classificação de idiomas com base em vários mecanismos de pesquisa. A linguagem principal, de acordo com Tiobe, ainda é Java, seguida por C, Python, C ++, C #, Visual Basic .NET, JavaScript, SQL, PHP e Objective-C.

Leia também: AMPPS – PACOTE DE INSTALAÇÃO DE APACHE, MYSQL, PHP, PERL, PYTHON E MAIS DE 250 APLICATIVOS

O PHP desaparece do top 10 desta última lista, onde está desde 2001. Segundo alguns analistas, a desvantagem da simplicidade do PHP é que é relativamente fácil encontrar brechas na segurança e isso acaba sendo percebido ao longo dos anos. No momento, JavaScript, TypeScript e Python se tornaram as linguagens mais populares para o desenvolvimento da web.