Unicef e Microsoft lançam plataforma educacional para alunos afetados pela quarentena


A UNICEF e a Microsoft abrirão uma plataforma projetada para atender às necessidades educacionais de milhões de crianças em todo o mundo.

Esta plataforma nasceu da colaboração da Microsoft, UNICEF e da Universidade de Cambridge como uma ferramenta para o aprendizado remoto de crianças refugiadas. E agora acham que pode ser útil também para todas as crianças que estão perdendo o ano letivo por causa do coronavírus, ampliando sua dinâmica em todo o mundo.

Learning Passport foi desenvolvido, exclusivamente, como uma solução de aprendizado escalável para preencher a lacuna de aprendizado digital de milhões de estudantes, para levar a sala de aula para casa durante a pandemia

O Learning Passport apoiará os educadores, fornecendo materiais e orientações para que possam implementá-los no ensino. Uma ideia central da plataforma é que ela é adaptável e flexível; portanto, todos os recursos buscam atender às necessidades educacionais das crianças, levando em consideração seu país para adaptá-las às circunstâncias locais.

Levando esses detalhes em consideração, as crianças que usarem a plataforma poderão acessar um currículo que corresponda ao seu país, juntamente com a ajuda necessária para a aprendizagem. E, é claro, também incluirá um sistema de gerenciamento de aprendizado para monitorar o ensino das crianças.

Essa é uma das muitas iniciativas lançadas nos últimos meses para ajudar professores e alunos a continuar aprendendo durante a quarentena de coronavírus. Desde novos programas educacionais, seleção de cursos gratuitos a recursos para treinar professores para o ensino virtual.