Disney lançará um novo serviço de streaming em 2021


A Disney vem sendo notícia nos últimos dias, primeiro, por anunciar que o novo filme de Mulan não será lançado nos cinemas (que ainda estão fechados), será lançado na Disney Plus, por um preço um pouco abaixo de 30 euros. E também, por anunciar um novo serviço de streaming chamado Star, que chegará em 2021 para mostrar mais conteúdo pertencente a ele fora dos Estados Unidos.

Foi anunciado pelo CEO da Disney, Bob Chapek, na teleconferência trimestral da empresa.

A Star trará conteúdo dos ABC Studios, Fox Television, FX, Freeform, Searchlight e 20th Century Studios, todos de propriedade da Disney. A empresa já possui um serviço de entretenimento geral chamado Hotstar, disponível na Índia como Disney + Hotstar, mas não será relacionado a isso, será algo novo.

Chapek disse que a nova oferta de entretenimento geral da marca Star será “totalmente integrada” na Disney + em muitos mercados.

Quando perguntado por que a Disney estava lançando um novo serviço da marca Star em vez de expandir o Hulu em todo o mundo (atualmente disponível apenas nos EUA e no Japão), ele disse que essa nova plataforma não licenciará nenhum conteúdo da terceiros, todo o conteúdo se tornará propriedade da Disney. Além disso, o Hulu não possui licenças internacionais fora dos Estados Unidos.

Nas suas palavras:

Queremos refletir a estratégia bem-sucedida da Disney + usando nossa plataforma técnica Disney +, enraizando-a no conteúdo que já possuímos e distribuindo-a sob uma marca internacional de sucesso que também possuímos, que é, obviamente, a Star.

O novo serviço de entretenimento geral da marca Star será lançado em 2021 globalmente, sem incluir os EUA.