As cinco cidades mais comprometidas com o meio ambiente


Segundo o congresso Smart Cities, são cinco as cidades mais verdes do mundo. São cidades que levam em conta a poluição sonora, os níveis de emissão de CO2, a poluição do ar ou que criaram áreas destinadas a áreas verdes, cidades que apresentam baixos níveis de poluição ambiental e gases de efeito estufa, que promovem práticas de construção verdes e sustentáveis ​​e cujos cidadãos são educados e agem de acordo com critérios pró-ambientais para melhorar o mundo.

A lista foi criada em 2017, em Chicago, sendo constantemente atualizada no c40.org, onde é possível ver projetos de várias outras cidades:

1- Copenhague

A capital dinamarquesa ocupa a primeira posição. Mais da metade dos habitantes da cidade usa a bicicleta como meio de transporte habitual. Possui mais de 2.220 hectares de áreas verdes com acesso público. Atualmente, está empenhada em alcançar outro objetivo: tornar-se a primeira cidade livre de carbono até 2025.

2- Chicago
Chicago está firmemente comprometida com a eficiência energética e energia limpa. Estabeleceu uma estratégia para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e economizar custos para residentes e empresas locais.

3-Dar Es Salaam
A cidade mais populosa da Tanzânia há muito luta contra a poluição ambiental produzida pelos elementos clássicos de transporte. Eles têm um sistema de ônibus de trânsito rápido com motores de baixo carbono e transportam mais de 200.000 passageiros por dia.

4- Nova York
A cidade mais populosa dos Estados Unidos está comprometida com o transporte sustentável. Possui o programa South Bronx Clean Truck, que promove a compra de veículos de baixo carbono e substitui os antigos com o objetivo de reduzir a poluição do ar. Algo que muitas outras cidades do planeta já estão fazendo.

5- Auckland
A maior e mais populosa cidade da Nova Zelândia implementou a iniciativa Waste to Resources, que se concentra na gestão de resíduos, desenvolvendo medidas para recuperar e reciclar 65% dos resíduos coletados em contêineres.

A lista continua com Phoenix, Cidade do México, Fort Collins, Wuhan e Washington DC.

Há outras cidades que querem entrar na lista, como Estocolmo, que quer se tornar a primeira cidade 100% sem combustíveis fósseis até 2050; Berlim, que reduziu consideravelmente suas emissões de CO2; San Francisco, que implementou um programa de conservação de água nos últimos anos; Vancouver, considerado o terceiro maior parque urbano da América do Norte …

Embora a tecnologia possa ajudar a tornar possível um mundo mais verde, é preciso saber utilizá-la e gerar uma consciência global que, hoje, deixa muito a desejar.