Audio Spaces, o novo recurso de chat de voz do twitter


Como já tínhamos adiantado por aqui, o Twitter está trabalhando em seu próprio recurso de sala de bate-papo por voz, chamado Audio Spaces, um lugar onde os usuários podem participar discutindo seus tópicos favoritos através de áudio mas, até então, sem se saber muito sobre a função.

Mas, agora graças a Jane Manchun Wong, que compartilhou uma série de screenshots em sua conta no Twitter, já pode se saber um pouco mais sobre o assunto.

Entre outros aspectos, essas imagens mostram que a nova função conta com um sistema de transcrição instantânea, uma das características mais relevantes, que coleta toda a conversa que está sendo falada em formato de texto.

Esse recurso pode ser interessante sob vários pontos de vista, desde facilitar entrevistas com celebridades e outros tipos de personalidades, até inibir quem quer causar algum tipo de dano, já que tudo ficará registrado.

Na verdade, Audio Spaces também tem uma opção de denúncia, permitindo que você escolha sua categoria com base no motivo da reclamação.

Porém, assim como os tweets, os Audio Spaces também terão os mesmos controles de conversas, onde, de fato, os usuários poderão definir quem pode participar dos espaços de áudio que criam, seja de acesso público, apenas para seguidores, ou apenas para convidados.

Os convites podem ser feitos de três formas diferentes, embora, por padrão, terão o microfone desativado, cabendo ao criador decidir a cada momento da conversa, uma série de opções de controles para evitar mau comportamento.

Os participantes têm uma série de emojis de reação, que podem usar à medida que a conversa avança, de acordo com o contexto da mesma, e como outras plataformas, o Twitter oferecerá aos usuários uma série de controles técnicos.

Na verdade, Wong destaca em seu twitter que os Audio Spaces serão baseados na infraestrutura do Periscope, função de vídeo ao vivo do Twitter, como ele conseguiu descobrir no código do aplicativo.

A questão agora se concentrará na forma como o Twitter se aproximará para que ocorram apenas participações saudáveis, evitando todo tipo de comportamento prejudicial dentro da nova função.

No mais, podemos esperar ainda algumas mudanças até que a nova função comece oficialmente a atingir todos os usuários.

Captura de crédito: Jane Manchun Wong