Instagram testa nova ferramenta para impedir bullying coletivo


Instagram está testando um novo recurso que permitirá que o usuário interrompa um bullying coletivo.

Esta nova ferramenta visa fornecer uma solução quando os usuários enfrentam o bullying coletivo e os controles oferecidos pela plataforma não são suficientes.

Ao contrário de outras funções que encontramos na plataforma, esta ferramenta oferece uma dinâmica mais radical para impedir o bullying em grupo. Nesse caso, o Instagram recomendará grupos de contas para que o usuário possa limitar a interação, seja limitando suas mensagens ou comentários.

E qualquer interação que eles produzirem a partir dessas contas ficará oculta, a menos que o usuário aprove. Uma dinâmica que segue um dos objetivos do Instagram, como lembrou Adam Mosseri:

É importante para nós que todos se sintam seguros e confortáveis ​​em nossa plataforma. Estamos melhorando a identificação e eliminação do discurso de ódio e do racismo, mas estamos cometendo erros e devemos fazer mais. Trabalhamos constantemente para fazer mais e também fornecermos às pessoas as ferramentas de que precisam para recuperar o poder quando são intimidadas.

Assim, quando um usuário enfrentar uma campanha de bullying coletivo no Instagram, poderá usar esse novo recurso, chamado “Limites”, para interrompê-lo, bloqueando temporariamente a interação da conta. Esta nova ferramenta será lançada em países selecionados em caráter experimental. E até o momento, não mencionaram quando será implantado para todos.

Lembre-se de que o Instagram reconheceu que sua tecnologia apresentava graves erros de moderação há poucos dias, já que não conseguiu impedir a avalanche de comentários abusivos recebidos por jogadores de futebol ingleses após a final da Euro 2020:

Temos tecnologia para tentar priorizar os relatórios e, erroneamente, marcamos alguns deles como comentários benignos, o que não é verdade. Desde então, o assunto foi abordado e a postagem tem todo esse contexto.