Whatsapp permitirá ouvir mensagens de voz em segundo plano

WhatsApp, o popular serviço de mensagens, de propriedade da Meta, controladora da rede social Facebook, continua preparando outras novidades com o objetivo de melhorar a experiência do usuário, para estar em melhor posição para competir com seus rivais mais diretos, como o Telegram, que não para de trazer novidades todo mês.

Nesse sentido, estão agora desenvolvendo uma melhoria que será apreciada por todos aqueles que recebem mensagens de voz. Observe que o recurso de mensagens de voz foi aprimorado no ano passado com uma série de novos recursos que conseguiram chegar aos usuários finais.

Isso inclui a capacidade de selecionar diferentes velocidades de reprodução, visualizar antes de enviar para contatos ou grupos individuais ou até mesmo a visibilidade de formas de onda de áudio em conversas.

A essas melhorias se juntarão em breve à possibilidade de ouvir mensagens de voz recebidas em segundo plano enquanto navegamos em outros tópicos de conversas no aplicativo WhatsApp.

Para isso, esta novidade está sendo pensada para que a mensagem de voz apareça em uma janela de reprodução flutuante, o que também possibilitará pausar e continuar a mensagem, ou até mesmo fechá-la permanentemente.

Segundo a publicação em WABetaInfo, essa novidade ainda está em fase de desenvolvimento, a ponto de usuários de versões beta não poderem fazer uso dela neste momento.

Será uma questão do andamento do desenvolvimento, para mostrar inicialmente seu funcionamento aos usuários das versões beta do WhatsApp, para finalmente chegar a todos os usuários.

Sem dúvida, são muitas as funções que vêm desenvolvendo há muito tempo, e que ao longo deste ano elas se materializarão, como poderia ser de outra forma, para não ficar para trás diante do crescimento de alguns de seus concorrentes.

Com mais de dois bilhões de usuários ativos, o WhatsApp ainda mantém seu reinado no segmento de aplicativos de mensagens, embora isso não seja motivo para descansar sobre os louros e ser pisado pela concorrência.

E ainda mais depois de tanta agitação por parte dos usuários contra os novos termos e condições que a plataforma queria implementar, inclusive, ameaçando fechar as contas de quem não concordasse, motivando muita gente a correr para a concorrência.