Limewire retorna em 2022, mas como um mercado de música NFT


Muitos devem lembrar do bom e velho Limewire, ele era um serviço de compartilhamento de arquivos amplamente usado para baixar mp3s, porém, está morto há 11 anos.

A boa notícia é que ele está de volta, porém, não mais como um paraíso da pirataria, mas como uma nova plataforma para colecionáveis ​​digitais baseados em música.

Entao, agora planejam lançar o serviço, em maio deste ano, em um projeto liderado pelos irmãos Julian Zehetmayr e Paul Zehetmayr. Ambos adquiriram os direitos da marca Limewire em 2021 e planejam assinar contratos com artistas de destaque para a fase inicial, onde produzirão e lançarão músicas exclusivamente para o Limewire.

Os fãs dos artistas poderão adquirir cópias exclusivas das músicas via cartão, transferência bancária ou criptomoeda, acessando assim faixas, imagens exclusivas, entrevistas, artes e muito mais.

Limewire lançará itens colecionáveis, como uma capa de álbum, no blockchain como NFTs, embora ainda não tenham fornecido detalhes sobre o que usarão ou como.

Quando usarmos o LimeWire para comprar um álbum ou uma música, teremos que transmiti-lo pela plataforma, onde estarão todos os outros conteúdos adicionais. Não haverá canais paralelos como um servidor Discord ou um grupo de Telegram, tudo será centrado em torno do Limewire, incluindo a comunicação da comunidade de fãs de um artista.

A negociação de conteúdo adquirido também pode ocorrer dentro do LimeWrite, incluindo revenda, se houver. Podemos optar por revender coisas (como a capa de um álbum) em outras plataformas, e teremos acesso a elas mesmo depois de revender no Limewire.

Teremos mais detalhes sobre como esse sistema de compra, venda e revenda funciona em maio, mas já podemos colocar nossos dados na lista de espera no site do Limewire para obter informações em primeira mão.

Também podemos acessar o conteúdo de um artista por meio de dinheiro tradicional, para que você não precise ser um crack de blockchain para aproveitar o tema.

Agora, só nos resta aguardar…