Google Maps permitirá visitar lugares de uma forma totalmente imersiva


Google recuperou seus eventos presenciais após a pandemia, começando pela realização de seu evento anual para desenvolvedores, o Google I/O.

Visando enfrentar o modo 3D do Apple Maps, Google anunciou para o Google Maps a nova função de visualização imersiva de lugares do mundo, alimentada por Inteligência Artificial, que já começou a ser disponibilizada.

Junto com o anúncio da visão imersiva, Google trouxe novidades sobre rotas ecológicas de carro e a possibilidade de incorporar a função de realidade aumentada Live View em aplicativos de terceiros.

Mas o destaque de tudo que foi anunciado vai mesmo para a visão imersiva, que vem graças aos avanços em visão computacional e inteligência artificial para poder vivenciar qualquer lugar, seja um monumento, um bairro, um lugar, etc. de uma forma diferente.

Já não basta apenas conhecer o local desejado, mas conhecê-lo em diferentes condições, permitindo escolher a hora do dia e as condições meteorológicas, para que os usuários possam ter uma ideia mais exata do local que possam querer visitar.

E se isso não bastasse, também possibilita ver movimentos em tempo real, embora, no momento, abrangendo apenas as cidades de Los Angeles, Londres, Nova York, São Francisco e Tóquio, porém, o Google promete expandir essa função para mais cidades do mundo.

E mais, para ajudar a reduzir o impacto das atividades no ambiente, os usuários europeus agora poderão escolher a rota de carro que possa gerar menos emissões para o meio ambiente.

E em relação à função Live View, o Google introduziu a nova API geoespacial ARCore que os desenvolvedores podem usar em seus aplicativos gratuitamente, para que os usuários de aplicativos de terceiros possam ter uma série de indicações através de setas e instruções com o Google Maps.

Mais informações/crédito da imagem: Google