Tiktok usado como buscador, tal como o Google


Muitos jovens estão usando o TikTok da mesma forma que usamos o Google há muito tempo.

Atualmente, quando precisam procurar alguma recomendação, ou uma resenha de um novo lugar na cidade, ou ajuda com uma matéria na escola, em vez de recorrer ao Google, os jovens, cada vez mais, estão apelando para o buscador interno do TikTok. É um fato.

Em artigo recente no New York Times eles analisam o tema, e mostram como é realmente possível, e prático, encontrar informações locais, tutoriais e opiniões em muito pouco tempo, ainda mais prático que o buscador Google ou o próprio YouTube.

O Google está atento a esse problema, sabe que isso está acontecendo e trabalha para competir com uma tendência crescente: resultados em formato de vídeo curto.

Prabhakar Raghavan, vice-presidente sênior do Google, em uma conferência de tecnologia em julho, disse:

Em nossos estudos, algo como quase 40% dos jovens, quando procuram um lugar para almoçar, não vão ao Google Maps ou à Pesquisa. Eles vão para o TikTok ou Instagram.

É claro que fazer uma pesquisa no TikTok costuma ser mais interativo do que digitar uma consulta no Google, onde há apenas links e miniaturas de vídeos do Youtube. Quando um jovem encontra um vídeo no Tiktok, ele vai até os comentários para verificar a veracidade de uma sugestão, mas um link do Google não tem comentários (muitos veículos os removeram anos atrás devido a spam), não há comunidade que apoie esse conteúdo.

As pesquisas do TikTok estão cheias de perguntas sobre como fazer as coisas e encontrar explicações sobre o que elas significam, tudo em menos de 60 segundos. Os criadores do TikTok, por outro lado, lutam para rentabilizar esse conteúdo em uma das redes que pagam menos pelo material, até menos que o YouTube, já que não possuem uma plataforma de anúncios tão poderosa quanto a do Google.

Por outro lado, esse hábito também tem suas consequências negativas, pois há muita desinformação no TikTok, muitas Fake News e com usuários que apoiam, e isso é um problema, já que o TikTok não faz o suficiente para evitar esse tipo de material.

Essa tendência é especialmente forte quando alguém procura lugares para visitar em uma determinada área, já que conteúdo turístico e recomendações desse tipo abundam na rede social chinesa.

O fato é que a Internet está mudando e o vídeo continua dominando.