Microsoft Places, para ajudar a organizar o trabalho híbrido


A Microsoft acaba de lançar o Microsoft Places, tentando cobrir algumas das necessidades derivadas do modelo de trabalho híbrido e, em particular, o papel que os escritórios têm neste cenário de produtividade crescente.

A verdade é que cada vez mais trabalhadores, sobretudo, nos setores tecnológicos, preferem fazer as suas tarefas em casa, diminuindo a sua presença nos escritórios das respetivas empresas, com o que as necessidades dos escritórios mudam no que diz respeito ao conceito de um cem por cento de trabalho presencial.

O Microsoft Places é, basicamente, uma ferramenta que tentará divulgar as reais necessidades e usos dos escritórios com o objetivo de que os gerentes das empresas possam se organizar melhor tomando decisões informadas e evitar, por exemplo, que os trabalhadores façam viagens sem necessidade nos casos em que suas tarefas podem ser realizadas no conforto de suas casas.

Desta forma, tendo os dados em mãos, os responsáveis ​​poderão adaptar seus escritórios com base nos seus hábitos, conhecendo as horas que os trabalhadores vão, locais onde estão localizados para realizar suas tarefas, etc.

Basicamente, a Microsoft espera adequar os escritórios ao uso que lhes será dado, de acordo com as peculiaridades das próprias organizações, e para que isso seja possível:

O agendamento híbrido do Microsoft Places aproveitará os sinais de dados comuns do Outlook e do Teams para permitir analisar a próxima semana e ver quando seus colegas de trabalho e associados próximos planejam estar no escritório.

Logicamente, terá integração com outros serviços de produtividade da empresa para obter dados para realizar o planejamento com tempo suficiente e evitando surpresas de última hora.

Mais informações: Microsoft.