Falha de segurança no Whatsapp permite instalação de spyware


Segundo o próprio Whatsapp, um grupo de hackers encontrou uma falha de segurança no WhatsApp, aplicativo utilizado por cerca de 1,5 bilhão de pessoas, e instalou um spyware em celulares.

Essa falha permitiu que hackers inserissem um programa malicioso nos telefones, mediante chamada telefônica aos aparelhos em questão através do aplicativo, afetando dispositivos Android e iPhones da Apple, entre outros.

O que se sabe é que a ferramenta foi desenvolvida por uma empresa obscura com sede em Israel chamada NSO Group, acusada de ajudar governos do Oriente Médio e até o México a espionar ativistas e jornalistas.

Leia também: WHATSAPP IMPEDIRÁ CAPTURAS DE TELA EM CHATS

Logo que descobriram a vulnerabilidade de segurança, no início deste mês, o WhatsApp rapidamente resolveu o problema, lançando uma atualização em menos de 10 dias.

Segundo um porta-voz da empresa:

“WhatsApp incentiva as pessoas a baixar a versão mais recente do nosso aplicativo, bem como manter em dia o sistema operacional do seu telefone, para se proteger contra possíveis ataques de segurança que visam comprometer as informações armazenadas no aparelho”.

A empresa, no entanto, não comentou o número de usuários afetados ou quais foram os alvos do ataque.

Leia também: JÁ NÃO É MAIS POSSÍVEL ENTRAR EM GRUPOS DO WHATSAPP SEM SEU CONSENTIMENTO

Para quem não está lembrado, esse vazamento não é o único, na verdade, é o mais recente de uma série de problemas do Facebook, proprietário do WhatsApp, que vem enfrentando duras críticas, justamente, por permitir que os dados pessoais dos usuários sejam usados por empresas de pesquisa de mercado.