Instagram e Facebook começam a eliminar perfis e conteúdo com propaganda extremista

propaganda-extremista
Facebook está tomando uma posição firme contra aqueles que usam seus serviços para espalhar mensagens de ódio e violência.

A partir de agora, tanto Facebook quanto Instagram vão eliminar as contas e publicações que manifestarem esse tipo de propaganda, promovendo o discurso de Alex Jones, Laura Loomer e outros da extrema direita. Estes serão proibidos nas plataformas, considerados na categoria de indivíduos e organizações perigosas.

Qualquer tipo de conteúdo que promova essas mensagens, atividades, eventos ou grupos privados que incitam esses discursos de ódio não será tolerado, seguindo a mesma linha que outras plataformas como Twitter, YouTube e Apple, já aplicaram para erradicar a propaganda extremista.

Leia também: FACEBOOK AUMENTARÁ A VISIBILIDADE DE NOTÍCIAS DE PLATAFORMAS DE PRESTÍGIO

Facebook já vem aplicando medidas para erradicar este tipo de propaganda extremista há um longo tempo, mas seus esforços foram indiferentes, sem adotar uma postura firme. Agora, a medida tenta eliminar o problema pela raiz e, como prometido, a moderação será rigorosa ao detectar quem ignora as novas políticas.

Nós já sabemos que o Facebook está tentando atender várias frentes para tentar recuperar parte de sua reputação. E uma deles tem a ver com a pressão de governos e organizações de direitos civis, já que a plataforma se tornou a ferramenta favorita para espalhar notícias falsas e espalhar mensagens de ódio, com sérias consequências.

Leia também: FACEBOOK ANUNCIA NOVA TECNOLOGIA PARA DETECTAR IMAGENS ÍNTIMAS NÃO-CONSENSUAIS

Veremos se esta nova postura do Facebook conseguirá alcançar os resultados esperados.